07/03/2008

Minidicionário das Pequenas Grandes Coisas

Mulher: 1. fábrica de gente; 2. motivo da existência dos poetas; 3. melhor amiga dos sapatos; 4. indivíduo portador do sexto, do sétimo e do oitavo sentidos; 5. antônimo de fragilidade; 6. pequeno animal que se alimenta de sonhos; 7. melhor abrigo contra tempestades; 8. segundo a ciência, prova inequívoca da existência de um ser superior; 9. sinônimo de porto seguro; 10. o outro nome de alicerce; 11. maior ídolo das flores; 12. enigma que anda; 13. astro celeste que emite luz; 14. corporação internacional que domina o mundo, criada a partir de uma costela; 15. sorriso cercado de admiração por todos os lados; 16. inimiga mortal das bielas e rebimbocas; 17. inspiração de Graham Bell na invenção do telefone; 18. tribo caracterizada por pintar a boca de vermelho, camuflar freqüentemente os cabelos e guerrear valentemente sobre altos saltos; 19. talento na forma humana; 20. a mais adorável das coisas que ninguém entende. (Ex.: “Não é que eu seja menor, amor. É que você é mais, é que você é sonho, é que você é gesto, é que você é cor, é que você é pluma, é que você é céu. É que você é mulher, e isso basta para que seja mais.” - in Coisas de amor Largadas na Noite, A. Gonçalves).

6 comentários:

Mia disse...

Tuuuuuuudo verdade. Tudo verdade!
=)

;)

Pedro Jansen disse...

e agora, depois desse texto, como eu escrevo pro dois DEDOS na GARGANTA? =~

Rosa disse...

A perfeição existe e aterrissou bem aqui... (dou casa, comida e roupa lavada pro moço que me disser uma coisa dessas aí no ouvido! rsrs).

Pri Rezende disse...

O dicionário voltou!!!!E o livro? Beijo.(Tô vendo que você tá feliz!!!)

Ritinha Prado disse...

afemarianossasenhora, andré!

Thamara disse...

Caraleo! Quero seu livro A-G-O-R-A!
Beijos da leitora assídua que nunca comenta.